Ministério Público de Contas realiza diligência para apurar denúncias de fraudes na prefeitura de Pacaraima

Ministério Público de Contas realiza diligência para apurar denúncias de fraudes na prefeitura de Pacaraima

Foto:

Ascom MPC

Em diligência realizada nesta quarta-feira, 20, uma equipe técnica do Ministério Público de Contas de Roraima (MPC/RR), liderada pelo procurador Paulo Sousa, esteve em Pacaraima para checar “in loco”, possíveis irregularidades nas contas públicas do município.
O Procedimento Investigatório Preliminar (PIP) foi instaurado a partir de uma denúncia anônima onde constam acusações de contratação irregular de servidores, licitações realizadas em desacordo com a Lei 8.666/93 (Lei das licitações), aplicação ilegal de recursos, dilapidação do patrimônio público, além da ausência de médicos e medicamentos para atender à população.
Durante a ação foram recolhidos para análise, processos referentes a aquisição de consumo, compra de pneus, medicamentos, alimentos e materiais de limpeza, contratação de pessoas físicas ou jurídicas para assessoria de engenharia civil, contratação de empresas para serviço de limpeza urbana e execução de vias públicas, locação de máquinas, locação de sistema contábil, aquisição de faixas e banners, além da locação de imóveis da secretaria de saúde e Caps. Foram recolhidas ainda as folhas de frequência e a lista com nome dos servidores municipais.
Segundo o procurador Paulo Sousa, todas as denúncias serão apuradas com rigor. “Defender o erário público é nossa missão. Por isso, todos os documentos recolhidos serão muito bem analisados e, imediatamente, as providências serão tomadas, caso sejam apuradas como verdadeiras as denúncias iniciais”, disse.